Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

O que é ESG e por que sua empresa precisa valorizá-lo

Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on facebook
Share on whatsapp

Você sabe o que é ESG? Essa sigla é uma tendência no mundo corporativo e engloba questões ambientais, sociais e de governança.

Já é comprovado: ESG é a sigla do ano no mundo dos negócios. Antes, era um diferencial. Hoje, já é um princípio básico para o interesse de investidores e outros públicos de interesse de organizações de todos os mercados. Portanto, se você ainda não sabe o que é ESG e qual a sua importância, é melhor ficar por dentro do assunto! Senão… bom, sua empresa pode ficar para trás.

Nesse sentido, hoje vamos abordar sobre o tema mais comentado no mercado atualmente: o ESG. Sua sigla significa Ambiental, Social e Governança — do inglês Environmental, Social and Governance — e representa os principais fatores que proporcionam mais competitividade e, consequentemente, lucratividade às empresas.

Enfim, hoje você vai entender tudo sobre ESG e, de quebra, vamos te mostrar o caminho para iniciar uma jornada sustentável de sucesso. Boa leitura!

banner contratar palestrante

Afinal, o que é ESG?

Apesar de estar em alta no mercado e cada vez mais fazer parte da agenda estratégica de diferentes organizações, o conceito de ESG não é um assunto nada novo. A sigla já tem mais de uma década.

O termo teve origem em 2004, a partir de uma publicação do Pacto Global da ONU com participação do Banco Mundial – a Who Cares Wins. Com isso, a publicação resultou na criação de bases para investimentos sustentáveis.

Ou seja: as políticas ambientais, sociais e de governança. O ESG! 🙂

Abaixo, produzimos uma explicação um pouco mais detalhada sobre cada um dos seus termos. Confira:

  • Environmental (Ambiental): São as práticas da organização em relação à proteção e preservação ambiental. Por exemplo, o cuidado com questão como o aquecimento global, a biodiversidade, o desmatamento, a escassez da água etc.
  • Social: Aqui, a sigla representa a forma como a organização lida com pessoas. Sejam elas parte da organização de alguma forma ou da comunidade no geral. Fatores como diversidade e inclusão, proteção de dados e satisfação de clientes são analisados nesse momento.
  • Governance (Governança): O fator governança, última letra da sigla, fala sobre questões administrativas. Aqui, são analisadas ações de gestores, setores de RH, stakeholders e compliance. Dessa forma, as práticas de governança são voltadas para garantir um bom ambiente de trabalho. São algumas dessas práticas: transparência, equidade, prestação de contas etc.

Desde então, esses pilares são analisados como critérios por investidores, parceiros e consumidores para mensurar os impactos financeiros, sociais e ambientais das organizações. Nesse sentido, podemos afirmar que os padrões ESG funcionam como um selo de qualidade no mundo corporativo. É um investimento e tanto, né?

Quem investe em ESG sai na frente?

Essa é uma questão super recorrente. Então, sim! Empresas atentas às tendências de ESG e que investem, com propósito, em suas práticas são as primeiras a receber bons investimentos e ter sucesso na conquista do mercado. Afinal, cada vez mais nossa sociedade preza por organizações que constroem uma boa gestão — valorizando pessoas e o meio ambiente.

Nesse sentido, você já percebeu que cada vez mais as novas gerações têm priorizado marcas transparentes — e, consequentemente, um consumo mais consciente? Essa mudança na forma de pensar e de consumir impacta direta e positivamente na evolução das práticas sustentáveis.

Além disso, devido a essas exigências e tendências, já podemos concluir que organizações que investem em boas práticas têm mais estabilidade. E, provavelmente, são mais lucrativas no fim das contas. Então… deu pra entender o porquê de os investidores olharem com mais atenção para essas empresas, né? Quem presta atenção nos critérios de ESG, definitivamente, sai na frente quando o assunto é investimentos e consumidores.

Por que ser ESG? 5 vantagens para sua empresa

Bom, é um fato: atender aos critérios do ESG consequentemente atrai os olhares dos investidores. No entanto, essa é só uma das vantagens de seguir as boas práticas de gestão.

A seguir, confira os 5 principais motivos para ser uma empresa ESG!

#1 Mais oportunidades

Você sabia que um dos requisitos para realizar exportações no mercado internacional é estar em dia com as questões ambientais? Dessa forma, o ESG entra como uma vantagem competitiva: você expande seu negócio com mais facilidade.

#2 Desempenho financeiro

Investir em práticas sustentáveis é um ótimo meio para melhorar as finanças de um negócio. Você sabia que, no auge da pandemia de Coronavírus em 2020, que impactou diretamente a economia, empresas que já haviam adotado as práticas de ESG foram destaque no mercado mundial?

O crescimento dos seus indicadores não são mera coincidência. Isto é: a melhora nos seus lucros está diretamente ligada às boas práticas sociais e ambientais.

#3 Público consumidor fidelizado

Gerações mais novas preferem consumir de marcas sustentáveis. E isso é um fato, viu? Recentemente, a DoSomething Strategic apresentou dados super interessantes em uma pesquisa sobre o consumo da geração Z – indivíduos que nasceram entre 1995 e 2010.

Por exemplo, você sabia que mais de 75% dos jovens dessa geração consideram comprar de marcas que apoiam causas em comum? Muito além do produto ou serviço, o que está em jogo atualmente são as atitudes.

Além disso, da mesma forma em que a geração Z tem uma tendência para consumir, tem uma tendência para boicotar também. Ou seja: 65% deixariam de consumir uma marca em função de seus valores.

Enfim, isso já faz parte das tendências de consumo da geração Z. Sua empresa não vai perder a chance de fidelizar um público tão engajado, né?

banner contratar palestrante

#4 Marca empregadora

Empresas que investem em uma gestão sustentável e transparente, seguindo as práticas de ESG, são as principais referências como marca empregadora. Ou seja, provocam o interesse em novos profissionais serem parte da sua equipe.

#5 Colaboradores engajados

Investir em práticas sustentáveis não impacta somente na visão de quem investe e consome uma marca. Adotar o ESG colabora diretamente com a melhora do engajamento dos colaboradores, podendo deixar o clima da empresa muito mais leve e colaborativo.

E, claro, existe uma explicação para esse comportamento: assim como o consumo de marcas conscientes cresceu, a busca por fazer parte de empresas com algum propósito social também está aumentando. Nesse sentido, adotar as boas práticas é uma excelente forma de reter talentos e, claro, conquistar profissionais dedicados.

E aí, deu pra entender a importância da sigla mais valorizada no mundo corporativo atualmente? O investimento em ESG promove diversos impactos positivos, seja na sua organização, no público consumidor, nas empresas do seu mercado e nos cidadãos de modo geral. Afinal, essa é uma das melhores formas de influenciar na qualidade da vida da sociedade.

Sua empresa não vai ficar de fora desse movimento, né? Nunca é tarde para começar!

Quer entender mais sobre o ESG e levar a prática para a sua empresa? Conheça o curso disponível na ROK’S, plataforma de conteúdo e estratégia para educação corporativa da PSA, e tire sua jornada sustentável do papel. É só clicar aqui para assistir à primeira aula!

E, se você já está por dentro das práticas sustentáveis, mas sua empresa ainda não cria relatórios ou quer melhorá-los: temos um presente! Um guia completo para a criação de relatórios ESG em 10 passos!

Para acessar, é só deixar seus dados aqui:

Agora, que tal acessar outros artigos da PSA? A seguir, confira alguns conteúdos que selecionamos para você!

Por fim, acompanhe a gente nas redes sociais também! Afinal, essa é a forma mais prática para você se manter atualizado sobre as principais soluções de Educação Corporativa do mercado. Nós estamos no LinkedIn, no Instagram e no Facebook.

Confira também

Você também pode gostar

Hot daily news right into your inbox.