Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram

Motivação no trabalho: qual a importância e como o RH pode ajudar

Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on facebook
Share on whatsapp
capa motivação no trabalho

A motivação no trabalho é um tema urgente — e deve ser tratado com atenção em todos os tipos de organizações. É ela a verdadeira responsável por impulsionar o engajamento, a produtividade e, principalmente, o comprometimento dos colaboradores.

No entanto, promover a motivação entre as pessoas que formam a organização nem sempre é uma tarefa fácil — nem mesmo intuitiva. É preciso planejamento, sobretudo da parte do time de RH, para que seja possível executar ações eficazes direcionadas à motivação no trabalho. 

Nesse sentido, preparamos algumas dicas para que você consiga priorizar ações relacionadas à motivação e inspiração das suas equipes.

Boa leitura!

banner contratar palestrante

O que é motivação no trabalho?

Para entender sobre a motivação no trabalho, entenda um pouco sobre o conceito.

Motivação: o que é?

De modo geral, motivação é o que impulsiona nossas ações no dia a dia. Sendo assim, envolve fatores biológicos, emocionais e sociais que nos movem a cada tarefa. Uma vez que para cada ação que realizamos precisamos de algo que nos mova, podemos afirmar que a motivação é algo inerente às pessoas.

No entanto, quando se fala em motivação no trabalho, torna-se mais desafiador encontrá-la. Afinal, esse é um fator mais abstrato que envolve fatores externos muito mais complexos.

E a motivação no trabalho?

No ambiente de trabalho, a motivação é basicamente o interesse e a vontade que cada colaborador tem em se manter naquele cargo — ou mesmo naquela organização. Consequentemente, uma pessoa motivada certamente é comprometida e interessada no que faz.

Profissionais motivados e inspirados tendem a gerar mais resultados onde estão. Além disso, normalmente são proativos em uma equipe. 

Qual a importância da motivação no trabalho?

motivação no trabalho equipe de mãos dadas

Como falamos anteriormente, colaboradores motivados são um degrau importantíssimo para os bons resultados de uma organização. Por isso, é fundamental investir em estratégias e recursos para incentivar cada pessoa da sua organização a se sentir motivada a conquistar novos objetivos.

Nesse sentido, podemos afirmar que colaboradores motivados exercem suas funções com mais dedicação e desempenho

E você sabe qual a consequência disso no ambiente de trabalho? Equipes fluindo naturalmente e um espaço mais tranquilo e saudável.

Além disso, já é comprovado que empresas que buscam manter suas equipes motivadas costumam ter uma baixa rotatividade de funcionários, têm tarefas concluídas com mais agilidade e possuem uma imagem organizacional super conceituada.

Enfim, agora que você já conhece a importância de manter suas equipes motivadas, entenda os principais sinais para a desmotivação e como melhorar esse cenário.

4 sinais mais comuns para colaboradores desmotivados 

Sabemos que nem sempre é fácil reconhecer quando seus colaboradores estão insatisfeitos ou desinteressados. No entanto, existem alguns fatores que podem ser analisados. 

Selecionamos os principais sintomas da desmotivação de um funcionário. Confira:

Queda na produtividade

A queda de produtividade de um funcionário é percebida facilmente. No entanto, nem sempre é fácil de ser quantificada ou de entender as causas. Normalmente, quando a qualidade (e a quantidade) do trabalho de um colaborador fica abaixo do seu padrão pode ser um sinal de alerta. Antes de qualquer coisa, procure conversar e entender os motivos — e, se possível, ajudar a melhorar a situação.

Atrasos ou faltas frequentes

Pausas, faltas e atrasos frequentes sem motivos frequentes podem ser um forte sintoma de desmotivação no trabalho. Afinal, um colaborador com pouca vontade de pertencer a uma organização normalmente se dedica o mínimo possível às suas funções. 

Mau relacionamento com os colegas

Normalmente, um colaborador desmotivado não faz questão de fazer parte de sua equipe. Dessa forma, atritos e reclamações constantes acabam se tornando parte da rotina. Claro, nem sempre esse comportamento é proposital — na maioria das vezes, o funcionário nem percebe como está agindo com os demais membros da equipe. 

Sendo assim, um colaborador desmotivado pode deixar o ambiente de trabalho mais “pesado” e desagradável

Mais ansiedade e irritabilidade 

Por fim, mais um sinal super comum quando a desmotivação toma conta: o aumento do estresse, impaciência e ansiedade. Um colaborador desmotivado naturalmente possui mais sinais de irritabilidade. Em alguns casos, é comum que esses sintomas afetem gravemente a saúde mental (e até física) do colaborador. 

equipe de trabalho concentrada e alegre

Quais as principais causas da falta de motivação no trabalho?

Geralmente, a falta de motivação no trabalho acontece por fatores variados. Contudo, é possível conhecer e saber identificar suas principais causas.

Por isso, separamos alguns dos principais motivos para esse acontecimento. Confira:

Falta de reconhecimento

Esse talvez seja o principal motivo da falta de motivação no trabalho em diferentes empresas. 

No trabalho, reconhecimento é essencial. E, aqui, não estamos falando apenas do reconhecimento financeiro — embora ele também seja importante, e falaremos sobre isso a seguir. A ausência de elogios, agradecimentos e feedbacks sobre o desenvolvimento no trabalho são extremamente desmotivadores. Afinal, uma pessoa que não recebe retornos positivos raramente busca inspiração para entregar bons resultados. 

Impossibilidade de crescimento

A perspectiva de crescer profissionalmente é essencial para a produtividade e para a motivação nas organizações. Empresas que não têm um plano de carreira, não realizam treinamentos para desenvolver seus colaboradores e não proporcionam promoção costumam ter os índices de motivação super baixos.

Enfim, proporcionar o crescimento para cada colaborador é fundamental para formar equipes motivadas e comprometidas.

Salário incompatível 

Este tópico está diretamente ligado com a falta de reconhecimento. Afinal, salários adequados e bonificações são uma das maneiras mais significativas de reconhecer o trabalho de um colaborador. Uma pessoa que trabalha muito e não recebe o suficiente por isso certamente não será uma pessoa motivada no ambiente de trabalho.

Além disso, nesse caso o salário emocional também deve ser aplicado: auxílio creche, folgas ou descansos remunerados, auxílio terapia, horários flexíveis e diálogos constantes são exemplos de fatores que impedem (ou diminuem), a desmotivação.

Comunicação ineficaz

Segundo o conceito de Chiavenato (1999), comunicação implica que “o transmissor e o receptor estejam dentro de uma mesma linguagem, caso contrário não se entenderão e não haverá compreensão”. Ou seja, é sempre uma via de mão-dupla

Dessa forma, é fundamental que uma empresa transmita suas informações e orientações sem ruídos — e se preocupe em estabelecer canais eficientes para que a comunicação com os colaboradores seja horizontal

Nesse sentido, a falta de motivação no trabalho em função da comunicação pode acontecer em consequência da ineficiência para receber ou transmitir informações. Um ambiente cuja comunicação flui naturalmente certamente é um ambiente mais leve e saudável.

Afinal, como motivar minha equipe? 3 passos essenciais. 

Se você chegou até aqui, provavelmente já tem essa resposta. Entretanto, separamos algumas estratégias práticas para você alcançar a motivação de cada um dos seus colaboradores.

Estabeleça feedbacks 

Como mencionamos anteriormente, feedbacks são fundamentais para que o colaborador sinta-se reconhecido dentro da organização.

Sendo assim, a partir de uma rotina de diálogos estabelecida é possível conhecer as dores e as necessidades de cada colaborador — e, assim, compreender o que se pode esperar de cada um. 

Dessa forma, estabeleça um período para conversar com cada um de seus colaboradores. E, é claro, não deixe suas dores apenas no papel. Procure reforçar a atenção diante de cada problema. 

O plano de carreira é essencial!

Já falamos como não existir nenhuma possibilidade de crescimento é um fator comum para a falta de motivação entre os colaboradores. Afinal, funcionários com um plano de carreira claro buscam conquistar resultados consistentes. 

Dessa forma, deixe nítido nos processos de diálogo um plano de carreira bem detalhado e personalizado conforme a necessidade de cada um de seus colaboradores. Além disso, invista em programas de treinamento e desenvolvimento para todos. Essa é uma maneira prática e eficaz de proporcionar o desenvolvimento pessoal e profissional de todos. 

Metas? Só se forem reais!

Se você prefere trabalhar com metas, jamais proponha metas inalcançáveis. Afinal, uma vez que o seu colaborador já sabe que não conseguirá executar tudo o que é proposto, certamente não vai ficar motivado a trabalhar.

Nesse sentido, busque sempre trabalhar com metas reaisincentivando o crescimento e o trabalho de todos. Além disso, a cada meta alcançada é importante oferecer, além de elogios e feedbacks positivos, brindes ou bonificações. Assim, além de sentirem-se motivados, seus colaboradores terão um sentimento de pertencimento maior.

Enfim, aumentar a motivação dos colaboradores é um desafio constante e depende de diversos fatores. Por isso, estabelecer uma comunicação constante e conhecer as dores de cada pessoa é fundamental. 

Precisa de dicas de palestras motivacionais para o seu segmento? Converse com a nossa curadoria e planeje grandes ações para inspirar seus colaboradores a partir de hoje mesmo. 

Por fim, para ficar por dentro dos melhores assuntos sobre palestras, campanhas publicitárias, educação corporativa e a qualidade de vida dentro das empresas, siga a gente nas redes sociais! Nós estamos no Instagram, no Linkedin e no Facebook.

Confira também

Você também pode gostar

Hot daily news right into your inbox.